Brava

Conhecida como a ilha das flores, Brava, que significa ilha “selvagem”, é uma das ilhas mais verdes de Cabo Verde e, a menor de todas as habitadas.

Com sua sede na vila de Nova Sintra, nome inspirado em Sintra, em Portugal, é uma ilha para ser apreciada pela sua quietude, clima ameno e tranquilidade.

banner_brava

O que fazer

À semelhança da ilha do Maio, Brava é uma escolha perfeita para quem deseja momentos tranquilos e de relaxamento, junto da natureza.

Trekking

Brava é um excelente destino para a prática de caminhadas por entre as montanhas e os vales. O pico mais elevado da ilha, Pico das Fontainhas, possui uma altura de 976 metros. Os amantes de caminhada podem ainda desfrutar de uma bela paisagem verde que contrasta vivamente com o azul infinito do mar.

A noroeste da ilha, fica a Fajã de Água, paragem de visita obrigatória.

A vila de Nova Sintra, uma pequena cidade com características marcadamente coloniais proporciona belos passeios pelas suas ruas e vielas cheias de história, onde os ecos seculares da morna ecoam pelas noites luarentas, ao abrigo das quais Eugénio de Paula Tavares, um dos mais famosos e talentosos poetas e compositores de Cabo Verde, compôs as mornas mais emblemáticas da cultura cabo-verdiana. A propósito, já agora, uma visita à, “Casa Museu Eugénio Tavares”, em memória desse famoso compositor, cantado por este mundo fora.

A especialidade gastronómica local é o “Molho de Capado” (carne de carneiro castrado), uma espécie de ensopado de carne de cabrito com batata doce, batata comum, fruta pão e banana verde.

Festas populares

As festas de São João, que acontecem a 24 de Junho, data em que se comemora o dia coladerasdo Município, são dedicadas ao Santo Padroeiro da ilha. Também conhecida como a festa dos emigrantes, pela presença massiva dos filhos da terra que acorrem à ilha, nesta data tão especial, para participar dos festejos religiosos, culturais e desportivas e matar “saudades” dos familiares e amigos. As coladeiras cantam-se ao desafio, ao despique, os tambores repicam e a imagem de São João Baptista é levada pelo cavaleiro enquanto o cavalo dança ao som do tambor.

 

 

Como chegar

O acesso à ilha é feito por via marítima, a partir da ilha do Fogo ou de Santiago, até o Porto da Furna, o principal porto de entrada da ilha.